O Banco Santander e o Brasil

Por Allan Patrick

Na edição da revista The Economist publicada duas semanas depois que escrevi o texto “O segundo tempo da crise econômica mundial”, no qual citei as dificuldades do Banco Santander em passar adiante (securitizar) dívidas dos entes públicos regionais da Espanha, esse mesmo banco publicou um anúncio de página inteira, indicando a origem dos seus lucros no primeiro trimestre de 2011 (Q1 2011, na gíria do mercado).

Obviamente, o anúncio não foi uma resposta ao meu texto. Mas se eu, um simples blogueiro, fiz aquela leitura, com os dados disponíveis na imprensa, certamente centenas de analistas do mercado financeiro também fizeram. Essa sim foi a motivação para a publicação do anúncio, que vocês podem ver abaixo:

Distribuição geográfica dos lucros do Banco Santander Q1 2011. Fonte: The Economist, 09/jul/2011.

O maior banco da zona do euro faz questão de alardear que 25% dos seus lucros – a maior parcela – vem do Brasil. Um bom – e mau – sinal de como anda nossa economia.

Veja também:

O segundo tempo da crise econômica mundial.

3 thoughts on “O Banco Santander e o Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *