Ética, cidadania e cultura de um povo

Por Allan Patrick

Obra de Ha-Joon Chang é a principal referência.

O título se refere a uma apresentação que fiz recentemente na Ufersa (Universidade Federal Rural do Semi-Árido) em Mossoró. Escalado de última hora para substituir o palestrante de uma jornada universitária de educação fiscal*, minha tarefa era desenvolver o tema da cidadania. Como é costume, quando se abre o debate em eventos como esse, surgem os questionamentos sobre a pouca qualidade do gasto público no Brasil. Entendo ser este o reflexo de uma carga tributária cuja arrecadação é direcionada para gastos que não tem retorno social expressivo, como é o caso dos encargos da dívida pública inflados por altas taxas de juros. Também é o fruto da falta de informação acerca dos números da máquina pública. Evidentemente, um evento como esse tem o objeto de colaborar para sanar essa lacuna.

Eventualmente, esses debates fluem para tratar de temas como a “natureza” do povo brasileiro, “inepto” para ser cidadão, pagar impostos e aferir corretamente o seu emprego. Com base nessas percepções do “senso comum” e com a inestimável ajuda da obra “Os Maus Samaritanos” (brevemente comentada aqui), do professor de economia coreano Ha-Joon Chang (da Universidade de Cambridge), construimos uma apresentação para “chocar” quem entende que países desenvolvidos, como Japão e Alemanha, o são por motivos “culturais”, agraciados por uma “ética” e “cultura” próprias para o trabalho. Afinal, quem nunca ouviu falar em Max Weber e “A ética protestante e o espírito do capitalismo”?

Não descarto falhas na apresentação, em função da correria que foi o seu preparo, nem da superficialidade do material, afinal são meras telas de uma apresentação, não uma obra com pretensões acadêmicas (para isso, deixo como sugestão a leitura de Ha-Joon Chang).

Ética, cidadania e cultura de um povo (PDF), 262 KB

* O Programa Nacional de Educação Fiscal (PNEF) é um projeto que visa levar ao conhecimento de estudantes do ensino fundamental, médio e superior, noções do papel social dos tributos e da alocação, gestão e fiscalização dos gastos públicos.

2 thoughts on “Ética, cidadania e cultura de um povo

  1. Gostei muito dos slides.
    Realmente ainda temos muitos preconceitos que precisam ser quebrados.
    Mesmo sendo curto, aprendi bastante e seguirei a recomendação do livro.
    Você sugere alguma livraria virtual que o tenha ou só compra nas lojas físicas?

    • Caro Sávio, bem-vindo ao caderno e obrigado pelo comentário. Eu adquiri o meu exemplar na Siciliano, mas recentemente verifiquei que o livro está sendo vendido com desconto e frete grátis pela editora, a Elsevier. Confira aqui

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *