Progressividade fiscal em multas de trânsito

Fonte: Blogue XTreme. A tradução é cortesia deste Caderno.

Ir a mais de 100 km/h na Suíça: multa de 202 mil euros

Segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Ferrari Testarossa. O valor da multa seria suficiente para comprar um modelo novo.

Segundo a BBC, um milionário suíço teve a infeliz ideia de percorrer as ruas do povoado São Galo a 137 km/h com uma Ferrari Testarossa. A brincadeira custou-lhe 202.415,00 euros.

Para o cálculo da multa, nem é tão relevante a velocidade do infrator, porque na Suíça o valor da infração varia na proporção do patrimônio do condutor. No caso do suíço, cujo nome não foi revelado, sua fortuna está avaliada em quase 16 milhões de euros. É proprietário de uma generosa propriedade rural e cinco automóveis de luxo, entre eles o mítico automóvel italiano.

Esta multa se tornou a mais elevada da história do povoado germano-suíço de São Galo, dobrando o valor da anterior, em que o condutor de um Porsche havia superado em 57 km/h o limite de velocidade.

O valor da multa teria sido suficiente para adquirir uma Ferrari Testarossa nova no último ano em foi fabricada, 1996, quando era vendida por 220 mil dólares.

One thought on “Progressividade fiscal em multas de trânsito

  1. O Brasil precisa desse tipo de multa!!

    Progressiva de acordo com o patrimônio do infrator, e não valores fixos como é!!

    Não dizem que o Brasil deve ser um país sério??? Então, essa seria uma das medidas mais bem sucedidas pra fazer esse nosso país ficar sério!!

    Valeu!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *