O combate ao tráfico na gestão de Hélio Luz

Por Allan Patrick

Estou no meio de uma viagem de férias, com pouco acesso à internet e ao noticiário, mas passo aqui para deixar registrado que terminei de ler na semana passada o livro Hélio Luz, um Xerife de esquerda (esgotado, mas pode ser encontrado no portal dos sebos, a Estante Virtual). Nesse livro está a narrativa dos dois anos que Luz esteve à frente da Polícia Civil do Rio de Janeiro, nos anos 1990. Ele relata como, dos 22 maiores traficantes do Rio, 20 foram presos durante sua gestão, sem disparar nenhum tiro, apenas fazendo o trabalho clássico de investigação policial e mobilizando equipes competentes. Afinal, os líderes do tráfico não tem rendas na casa das dezenas de milhares de reais para viverem entocados nas favelas. Uma hora ou outra, eles “descem” e ficam expostos, momento em que a Polícia Civil sob o comando de Luz os prendia.